A INDENIZAÇÃO POR DANOS MORAIS NO CÓDIGO DE DEFESA DO CONSUMIDOR

Juliano Cesar Zanini, Wagnner Augusto Kempinski Albuquerque

Resumo


O presente trabalho aborda a indenização de danos morais nas relações consumeristas no ordenamento jurídico brasileiro. Objetiva-se com ele expor a importância do instituto cível nos dias atuais, bem como suas características, aspectos divergentes e posições jurisprudenciais de diferentes tribunais de justiça brasileiros. Para isso, realizou-se uma análise doutrinária e jurisprudencial, conceituando a responsabilidade civil, os termos consumeristas relativamente aos vícios e aos fatos do produto ou serviço, e os danos morais, apresentando os requisitos legais para que eles se façam presentes quando da reinvindicação jurisdicional. Destacam-se as peculiaridades inerentes às relações protegidas pelo Código de Defesa do Consumidor e demonstra-se, por último, os entendimentos adotados pela jurisprudência. Na metodologia foi utilizado o método indutivo, através da pesquisa doutrinária e jurisprudencial. Com a pesquisa, chegou-se à conclusão de que o dano moral é um importante instituto de defesa do consumidor, que, apesar de algumas divergências, é amplamente aplicado no ordenamento jurídico atual.


Palavras-chave


Código de defesa do consumidor. Responsabilidade civil. Vícios e fatos. Dano moral. Mero aborrecimento.

Texto completo:

PDF

Referências


BENJAMIN, Antônio Herman V.; Claudia Lima Marques; Leonardo Roscoe Bessa. Manual de direito do consumidor. 5. ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2013.

BRAGA NETTO, Felipe Peixoto. Manual de direito do consumidor: à luz da jurisprudência do STJ. 10. ed. Salvador: Juspodivm, 2015.

BRASIL. Congresso Nacional. Lei n. 8.078, de 11 de setembro de 1990. Disponível em: .

BRASIL. Superior Tribunal de Justiça. Resp. n. 303.396. 4ª Turma. Rel. Min. Barros Monteiro. Dj: 05/11/2002. Disponível em: .

FILOMENO, José Geraldo Brito. Manual de direitos do consumidor. 11. ed. São Paulo: Atlas, 2012.

GAGLIANO, Pablo Stolze; PAMPLONA FILHO, Rodolfo. Novo curso de direito civil 1 – parte geral. 15. ed. São Paulo: Saraiva, 2013.

GONÇALVES, Carlos Roberto. Direito civil 4: responsabilidade civil. 7. ed. São Paulo: Saraiva, 2012.

NUNES, Rizzato. Curso de direito do consumidor. 9. ed. São Paulo: Saraiva, 2014.

PARANÁ. Tribunal de Justiça. Recurso n. 0036002-33.2015.8.16.0030/0. 2ª Turma Recursal. Rel. Juiz Marcos Vinícius Schiebel. Dj: 27/07/2016. Disponível em: .

RIO GRANDE DO SUL. Tribunal de Justiça. Recurso Cível n. 71005417183. Primeira Turma Recursal Cível. Turmas Recursais. Rel. Des. Marta Borges Ortiz. Dj:23/04/2015. Disponível em: .

SANTA CATARINA. Tribunal de Justiça. Apelação n. 0004688-29.2010.8.24.0028. Quarta Câmara de Direito Comercial. Rel. Des. José Everaldo Silva. Dj: 26/07/2016. Disponível em: .

SANTA CATARINA. Tribunal de Justiça. Apelação n. 0500109-13.2011.8.24.0006. Segunda Câmara de Direito Civil. Rel. Des. Sebastião César Evangelista. Dj: 21/07/2016. Disponível em: .

SANTA CATARINA. Tribunal de Justiça. Apelação Cível n. 2013.001031-7. Da comarca de Turvo. Relator Desembargador Eládio Torret Rocha. Data de Julgamento em 07/11/2013. Disponível em: .

SANTA CATARINA. Tribunal de Justiça. Recurso Inominado n. 2015.701542-0. 7ª Turma de Recursos de Itajaí. JUIZ GILMAR ANTÔNIO CONTE. Data de Julgamento em: 04/07/2016. Disponível em: .

TARTUCE, Flávio. Direito civil 2 - direito das obrigações e responsabilidade civil. 9. ed. São Paulo: Método, 2014.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista do CEJUR/TJSC: Prestação Jurisdicional

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

Revista do CEJUR/TJSC: Prestação Jurisdicional. ISSN: 2319-0884
Tribunal de Justiça de Santa Catarina. CEJUR - Academia Judicial
Rua Almirante Lamego, 1386 - Centro - CEP 88015-601 - Florianópolis - SC